Foi com o Lancia Fulvia 1.6 HF Fanalone que a marca italiana venceu o seu primeiro Campeonato do Mundo de Ralis

.

Há exactamente 53 anos nascia na cidade de Turim, Itália, um dos melhores desportivos da Lancia, o Fulvia. Um verdadeiro ícone dos ralis, vencedor do Campeonato do Mundo em 1972.

Depois de décadas sem participar em provas de competição, a Lancia voltou a apostar no desporto motorizado em 1965 – ano em que lançou o Fulvia. Adoptando o logo “High Fedelity” da equipa privada HF Squadra Corse na competição, a Lancia desenvolveu uma série de modelos especiais para homologação baseados no Fluvia Coupé de produção.

A unidade que aparece nas imagens – que esteve na coleção da Sportclasse durante 10 anos – é um dos herdeiros legítimos deste pedaço de storia automobilística. Trata-se do Fulvia 1.6 HF Fanalone, a derradeira evolução do Fulvia para efeitos de homologação. Porque as regras do Mundial de Ralis apenas permitiam a utilização de dois faróis dianteiros auxiliares, os máximos dos Fulvia nesta versão foram substituídos por duas unidades maiores e mais proeminentes. Daí o nome Fanalone, que em italiano significa “grandes faróis”.

Equipado com um motor 1.6 litros V4 de dupla árvore de cames alimentado por dois carburadores duplos Solex C42 DDHF, o Lancia Fulvia 1.6 HF Fanalone desenvolve 115cv de potência máxima. Para além da potência e disponibilidade, uma das qualidades apontadas a esta motorização era o seu tamanho. Graças às suas dimensões compactas, contribuiu de forma determinante para o comportamento e agilidade de todo o conjunto.

Procura uma unidade com estas características? Contacte-nos através do e-mail porsche@sportclasse.pt .

Galeria

Especificações

Motor: 4-V DOHC;
Cilindrada: 1.588cc;
Transmissão: manual 5V;
Tração: Dianteira;
Potência: 115cv;
Binário: 153Nm;

Prestações

0-100km/h: 7,5 seg.;
Vel. máx: 171 km/h;

Equipamento

Matching numbers; 100% original; histórico; etc.

Outras Viaturas Disponíveis